Warning: file_put_contents(): Only 0 of 5397 bytes written, possibly out of free disk space in /home/radiolib/public_html/newsigt/libraries/joomla/filesystem/file.php on line 418
Início

Pause
  • 1

  • 2

  • 3

  • 4

  • 5

  • 6

  • 7

Candidata à presidência da República, a ex-senadora e ex-ministra Marina Silva (PSB) tem 29% das intenções de voto, segundo pesquisa realizada pelo Ibope e divulgada nesta terça-feira (26).

O deputado estadual Lula Morais (PCdoB), ontem, no plenário da Assembleia, denunciou que candidato a deputado federal, nestas eleições, está lavando "dinheiro do Banco Central", na compra de votos, em Fortaleza e no Interior.

Para agilizar os trâmites do Concurso Público, o Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE) já constituiu as Comissões Supervisoras. Agora, a Corte de Contas aguarda a proposta de Edital, a ser elaborada pela Fundação Carlos Chagas (FCC) para o certame que vai selecionar 47 novos servidores para a instituição.

O Ceará registrou, no ano passado, o segundo maior crescimento na geração de energia elétrica do País. Ao longo dos 12 meses, houve um incremento de 5.971 gigawatts/hora (GWh) de energia, o que fez com que o Estado obtivesse um aumento de 135% em relação ao ano de 2012. O resultado é bem superior à média nacional, que ficou em 3,2%, com 11 estados tendo apresentado decréscimo.


O percentual cearense de acréscimo na geração elétrica só foi superado pelo do Maranhão, que apontou uma elevação de 208,7% no período. O Ceará fechou o ano de 2013 com uma geração de 10.396 GWh, contra 4.425 GWh de 2012, volume que inclui também a geração de autoprodutores.

O crescimento na geração de energia do Estado vem sendo significativo ao longo dos três últimos anos, posto que, em 2011, esse número era de 2.578 GWh, ou seja, quatro vezes menor que o do ano passado. Os dados estão presentes no Balanço Energético Nacional 2014, cujo relatório final foi disponibilizado neste mês pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

O documento mostra que, em volume de geração de energia elétrica, o Ceará ainda fica atrás, no Nordeste, da Bahia (22.416 GWh), de Alagoas (13.029 GWh), ambos registrando queda no ano passado, e do Maranhão (11.181 GWh). No Brasil, o estado com maior geração foi o Paraná, com 103.447 GWh. O estado sulista abriga a porção brasileira da maior usina hidrelétrica do mundo, a de Itaipu.

O aumento da geração em território cearense está também relacionada ao início da geração a partir das duas novas usinas termelétricas localizada no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), a Pecém I (cujo primeira turbina começou a operar comercialmente em dezembro de 2012, com atraso) e a Pecém II (que iniciou em meados do ano passado).

Em relação à capacidade instalada de geração elétrica, o Ceará fechou 2013 com 2.607 megawatts (MW), contra 2.313 MW do anoanterior. O acréscimo veio da fonte térmica (221 MW a mais) e eólica (71 MW). Com os resultados, o Estado permaneceu como o segundo de maior capacidade instalada de energia térmica do Nordeste. Com 1.940 MW instalados, ficou atrás apenas da Bahia, que fechou 2013 com 2.074 MW. Já quanto à energia eólica, com uma capacidade de 661 MW, o Ceará se mantém na liderança nacional, seguido pelo Rio Grande do Sul (469 MW) e Rio Grande do Norte (423 MW).

A geração de energia elétrica no Ceará já é bem superior ao o consumo residencial do Estado, que foi de 3.751 GWh no ano passado, terceiro maior volume do Nordeste, depois da Bahia (6.144 GWh) e Pernambuco (4.563 GWh).

Petróleo

Quanto à produção de petróleo, o balanço da EPE aponta um crescimento de 28,2% no Ceará, passando de 378 mil metros cúbicos de óleo em 2012 para 484 mil metros cúbicos em 2013. O incremento foi o segundo maior registrado no Brasil, atrás apenas do verificado em São Paulo, que elevou em 131,4% sua produção no período.

A produção de gás natural também cresceu no território cearense no período, passando de 28 para 33 milhões de metros cúbicos, uma elevação de 21,5% que, também, só perde para a alcançada por São Paulo, de 39,9%.

Preço do petróleo no Estado avança e impacta royalties

O barril de petróleo produzido no Ceará fechou o ano passado com o segundo menor preçoentre os 11 estados produtores do Brasil. O valor subiu 6,9%, passando de R$ 193,61 em 2012 para R$ 206,97 em 2013, percentual pouco acima da metade daquele registrado na média nacional, que foi de 12,7%, ficando a R$ 221,46. O aumento do preço tem impacto direto no caixa do Estado e de várias prefeituras cearenses, que, com isso, têm um incremento nos ganhos através de royalties.

O preço médio de referência do barril de petróleo cearense dobrou de 2009 a 2013. Naquele ano, custava R$ 99,07. No ano passado, só custou mais que o barril do Paraná, que ficou por R$ 203,95. O estado sulista não produzia o óleo desde 1999. Os dados são do Anuário Estatístico 2014 da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O aumento do preço do barril gera um incremento no valor dos royalties que são distribuídos ao Estado e aos municípios. No ano passado, 82 prefeituras foram beneficiadas com esta compensação financeira pela atividade de exploração petrolífera. "O cálculo dos royalties varia não apenas com a produção de petróleo e gás natural do período, mas também com o preço dereferência deles", explica a ANP. Como também houve aumento da produção de petróleo no ano passado, após nove anos seguidos de queda - desempenho que, contudo, não deverá ser repetido neste ano, já que o primeiro semestre apontou decréscimo -, a distribuição de royalties foi incrementada. Em 2013, foram distribuídos R$ 60,6 milhões com estes benefícios no Ceará, uma alta de 14,3% sobre 2012.

O anuário também informa o valor pago aos proprietários da terra de participação sobre a produção de petróleo e gás natural. No Ceará, cinco proprietários regularizados dividiram um valor total de R$ 774.296. No Estado, a propriedades ficam nos municípios de Aracati e Icapuí, onde se concentra a produção de petróleo em terra cearense.

O Rio Grande do Norte, principal produtor de petróleo em terra do Brasil, abriga o maior número de proprietários beneficiados com esse pagamento: 1.149 pessoas, totalizando um valor de R$ 46,6 milhões em benefícios. Em segundo lugar, está o Amazonas, onde apenas um proprietário recebeu R$ 36,0 milhões.

Poços

O Ceará terminou o ano passado com 358 poços de exploração de petróleo, 15 a menos que em 2012. A redução se deu somente nos campos terrestres, que somaram 317 do total. A exploração em mar se manteve em 41 poços, que, apesar de menos numerosos, representaram 86,4% da produção petrolífera local, com 2,6 milhões dos 3,0 milhões de barris produzidos no ano. (SS)

Sérgio de Sousa
Repórter

 
 

Centenas de comunidades rurais aguardam no Interior do Estado a instalação de obras de abastecimento hídrico do Programa Água paraTodos, realizado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), em parceria com o Ministério da Integração Nacional. O investimento total é de R$ 200 milhões e o programa prevê implantação de 1.361 sistemas. Desse total, 319 estão em execução e 180 foram entregues.


Moradores reclamam do atraso nas obras. Aescassez de água no sertão tende a se agravar no decorrer deste segundo semestre. Em pelo menos dez municípios a demora é superior a quatro meses para a instalação dos sistemas de abastecimentode água. Em Saboeiro, nos Inhamuns, uma das áreas mais secas do sertão cearense, a ordem de serviço foi assinada em fevereiro passado, mas até hoje os projetos não foram implantados em quatro comunidades rurais: Serra do Mota, Cachoeiro do Sinfrônio, Aroeira e Canal.

O atraso nas obras de abastecimento de água traz dificuldades para as famílias e para os gestores municipais. “A população cobra da Prefeitura e nós cobramos do governo, que alega atraso por parte das construtoras que venceram as licitações e não dão conta do volume de obra”, afirma o vice-prefeito de Saboeiro, Gotardo Martins. As ações devem beneficiar 285 famílias, com investimento aproximado de R$ 1,3 milhão.

No município de Iguatu, na região Centro-Sul, seis comunidades rurais esperam desde março passado por implantação de projetos de abastecimento de água: Cavaco, Aceno, Cipó, Umburana dos Barbosas, Mirassul e Várzea da Lama. O projeto deve atender a 190 famílias em sua totalidade, com investimento na ordem de R$ 1,1 milhão.

Cobranças

O prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, disse que já foram feitas diversas cobranças à SDA acerca do atraso nos projetos de abastecimento. “Já foram anunciadas várias datas para o início das obras, mas, infelizmente, os projetos ainda não foram iniciados”, lamentou.

Em Lavras da Mangabeira, na região Centro-Sul do Estado, a SDA assinou ordem de serviço em fevereiro deste ano para implantação de quatro projetos de abastecimento do programa Água para Todos, prevendo o benefício a 190 famílias e investimento no valor de R$ 882 mil. “As obras começaram na semana passada, mas ainda não foram concluídas”, disse o coordenador municipal do programa, Luís Carlos Augusto. “Temos 26 projetos e mais cinco para serem licitados e apesar do atraso estamos confiantes que serão concluídos ainda neste ano”.

Espera

Em Tabuleiro do Norte, na região jaguaribana, de três projetos foram autorizados em fevereiro passado e apenas um está com 70% dos serviços concluídos. Serão investidos R$ 600 mil em atendimento a 600 famílias. O município aguarda mais quatro sistemas de abastecimento de água. “A empresa não apareceu, estamos de mãos atadas, a população sofrendo e cobrando uma solução”, disse o secretário Massoloni da Silva. “Há poucos dias, o material (canos) chegou à cidade”.

No município de Crateús, dois dos quatro projetos autorizados no primeiro lote foram iniciados e há mais onze sistemas aguardando pela ordem de serviço para início das obras. “As construtoras têm muitos projetos e não dão conta do volume de obras”, observou o secretário de Agricultura, Carlos Soares. “Esperamos que a partir do próximo ano esse programa continue”.

Em Quiterianópolis parte das obras está em execução depois de quatro meses de espera por parte da população. Já em Independência um sistema foi concluído e há três para ser iniciado. “Outros três aguardam licitação”, disse o secretário de Agricultura, Mauro Rodrigues.

Sistemas de abastecimento

O programa Água para Todos prevê a implantação de 1.361 sistemas de abastecimento de água que inclui fonte (poço, açude), caixa elevatória e rede de canos de distribuição doméstica, e investimento de R$ 200 milhões. A água chega nas torneiras das casas. Desse total, 319 estão em execução e 180 já foram entregues. Outros 532 aguardam recursos. Há 510 em processo de licitação.

“O programa expressa um volume extraordinário de sistemas de abastecimento e, até 2015, o acesso a água estará universalizado no sertão”, afirmou o secretário adjunto da SDA, Antonio Amorim. “Estamos acompanhando e cobrando das empresas agilidade na implantação das obras, mas devido a um volume elevado ocorrem casos de demora”. Amorim prevê que até dezembro próximo 829 sistemas serão concluídos.

“Onde houver problemas a população pode nos ligar, cobrar, que vamos pessoalmente às comunidades, verificar e apresentar uma solução”, afirmou o secretário. Até o final de 2014, a meta é universalizar o abastecimento d’água em todo o Ceará. A intenção do poder público é ter mantido todas as parcerias necessários para viabilizar essa meta de atendimento hídrico.

ENQUETE

Como enfrenta a dificuldade de abastecimento?

“A gente já participou de mais de uma reunião para saber o motivo do projeto de abastecimento ainda não ter sido iniciado. Há seis meses que a gente espera, com baldes vazios. Isso é um absurdo”
Verônica Silva
Moradora da localidade de Várzea da Lama

“Não se justifica esse atraso de mais de seis meses. Até agora a empresa só trouxe os canos, que ficaram encostados. Nada ainda não foi construído. A gente continua esperando, mas muitas famílias já foram embora por causa do sofrimento”
Jorgiana Alves
Moradora da localidade de Várzea da Lama

Honório Barbosa
Repórter/Diário do Nordeste

O candidato Eunício Oliveira (PMDB) prometeu nomear 1.500 novos servidores para atuar na segurança pública, mas ressaltou que irá prorrogar a validade de concursos já realizados pelo Governo do Estado para fazer a convocação dos profissionais. 


A declaração foi dada, ontem, pelo peemedebista durante a participação, no comitê central, de uma atividade que reuniu agentes penitenciários e outros representantes sindicais ligados à segurança para tratar de demandas de cada categoria.

Os cartazes espalhados pelo comitê, visualizados ontem, também mostraram a ligação do candidato com a campanha à reeleição da presidente Dilma. Nos painéis montados acima do palco, havia uma fotografia do peemedebista com a presidente da República Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, enquanto outra imagem destacava o candidato com o vice-presidente Michel Temer, seu aliado do PMDB.

O candidato revelou que, ontem, foi realizado um dos primeiros encontros que devem ocorrer semanalmente naquela espaço. Eunício Oliveira afirmou que, sempre às segundas-feiras, o comitê central será palco de reuniões com diferentes segmentos da sociedade civil. "Essa é a tenda da democracia e nós estabelecemos que, sempre às segundas, receberemos diferentes segmentos da sociedade. Nós definimos que não existe plano pronto e acabado. É um diálogo com a sociedade permanente. Vai ser assim até as eleições e durante o meu Governo", acrescentou.

Convocação

Quanto às promessas feitas às categorias presentes no encontro, Eunício Oliveira alegou já ter feito uma análise do atual Orçamento do Estado e disse ter constatado que é possível fazer a convocação dos 1.500 novos profissionais sem desrespeitar a Lei da Responsabilidade Fiscal. O candidato evitou, no entanto, garantir qual órgão ligado à Secretaria da Segurança Pública será beneficiado com o novo efetivo.

"Eu já ouvi a reclamação da sociedade em vários municípios. Eu não conheço os dados financeiros do Estado, mas disse que vou contratar 1.500 novas pessoas. Disse isso porque eu já levantei os dados e tem espaço fiscal para que você possa contratar esses pessoas. Não disse de qual corporação, porque quero ouvir como está a necessidade em cada uma", justificou.

Diante da promessa de nova convocação, Eunício Oliveira também prometeu não fazer concursos novos até que os aprovados no último certame realizado pelo Governo do Estado, que estavam presentes no comitê, sejam nomeados e assumam os cargos públicos.

"Para que eu vou fazer concurso novo se eu tenho remanescentes? Não terei nenhum dificuldade, se necessidade houver, em prorrogar esses concursos para chamar as pessoas. Não serei irresponsável de dizer para vocês que todos estarão no Governo a partir do dia 1º de janeiro, mas há uma necessidade de se fazer promoções legítimas" pontuou.

Eunício Oliveira aproveitou o espaço para apresentar outras propostas de sua candidatura para a área da segurança pública na gestão do Estado durante os próximos quatro anos. O peemedebista exaltou a necessidade de fazer a implantação de um sistema que garanta a integração entre a Polícia Civil e a Polícia Militar, além de defender a ampliação do Raio (Rondade Ações Intensivas e Ostensivas) para o Interior.

"O segundo posicionamento é criar mecanismos para estender o Raio para o Interior do Estado e também levar de volta os policiais que estão afastadas. Nós temos que fazer a integração das polícias para permitir que o resultado seja positivo lá na ponta. (?) Investimento para mim é quando o Governo gasta e devolve para a sociedade em forma de serviços. Aqui foi gasto R$ 1 bilhão e meio e a violência aumentou 142%. Isso aconteceu porque não houve diálogo", frisou.

Antes do encontro, representantes do chamado Fórum Nacional Permanente de Reconstrução Social se reuniram com Eunício Oliveira para agendar uma ação com o objetivo de firmar umtermo de compromisso, garantindo que o peemedebista assegure a implantação de uma série de medidas que permitam o fim do excesso de presos em delegacias e garantam a gestão de um modelo mais eficiente na área da segurança pública.

Ailton e Eliane

Já o candidato Ailton Lopes (PSOL) não cumpriu, ontem, agenda externa e se dedicou apenas àreunião com a equipe de coordenação da campanha para organizar a programação desta semana, segundo a assessoria do seu partido.

Hoje e amanhã, o postulante vai ao Interior para atividades na Região do Cariri. Ele participará de eventos políticos nos municípios de por Juazeiro do Norte, Crato e Jardim.

A candidata Eliane Novais (PSB) distribuiu panfletos em frente à Faculdade 7 de Setembro (FA7), onde fez corpo a corpo com os estudantes. Desde o início da campanha, ela tem visitadoinstituições de ensino superior espalhadas pela Capital para ressaltar as propostas voltadas para a juventude e os universitários.

"Nosso objetivo em visitar as universidades é deixar claro que iremos fortalecer a educação estadual em todos os níveis, desde o ensino fundamental até o ensino superior. Além de concursos para professores, aumento no número de vagas, investimentos em extensão e pesquisa. Também implementaremos o passe livre para combater a evasão escolar, que hoje atinge 10% dos estudantes cearenses" enfatizou a deputada.

Durante a tarde, a candidata concedeu entrevista a uma emissora de rádio local (Rádio Assunção) e seguiu para reunião de planejamento com a coordenação de campanha.

Eliane se manifestou sobre a adesão de Nicole Barbosa ao candidato Camilo Santana (PT), apoiado pelo Governo do Estado. Para a candidata, sua ex-correligionária perdeu a condição de candidato ao Governo, exatamente pelo fato de o seu partido, o PSB, temer que ela deixasse a agremiação. Nicole era presidente do PSB de Fortaleza e apontada pelos integrantes do partido como candidata a Governo.

A empresária Nicolle Barbosa, que foi pré-candidata ao Governo do Estado, pelo PSB, reuniu alguns empresários cearenses, na manhã de ontem, em seu apartamento, para firmar apoio à candidatura do petista Camilo Santana, que tem como candidata a vice Izolda Cela (PROS) e ao Senado, Mauro Filho (PROS). 


Barbosa deve realizar incursões no Interior do Estado para pedir votos ao postulante e apresentar as propostas do candidato ao setor produtivo do Ceará. Antes, como pré-candidata do PSB, Nicole já havia feito algumas visitas políticas a cidades do Interior cearense.

Em seu pronunciamento, na presença dos candidatos governistas e de alguns colegas seus, a empresária disse que o PSB "tirou" sua oportunidade de "realizar o sonho de fazer um Ceará mais justo", e que por isso decidiu que deve dar uma contribuição nas eleições. Segundo ela, após avaliar o quadro político que está posto no Ceará, concluiu que Camilo Santana é o melhor nome para governar o Ceará. Barbosa afirmou que a defesa do projeto de desenvolvimento sustentável para o Estado fez com que ela se sentisse representada pelo candidato.

"Temos certeza que a inovação, o empreendedorismo, o fortalecimento do turismo, a qualificação profissional, a valorização da cultura e do conhecimento, o fortalecimento e a competitividade para as empresas, os incentivos fiscais, a melhoria da renda e do bem estar da população darão o mote de seu plano de governo", afirmou referindo-se aos compromissos de Camilo.

Manobra

Ela se comprometeu a sair "pelos quatro cantos do Estado", em caravana, ouvindo jovens empresários, comerciantes e lideranças de todas as regiões para coletar ideias e propostas para o plano de Governo do petista. Nicolle demonstrou mágoas com a antiga sigla, afirmando que o PSB realizou "manobra de última hora" para lhe negar legenda. Ela desfiliou-se do partido na semana passada.

A empresária destacou propostas de Santana que são semelhantes às defendidas por ela quando era pré-candidata, como a Transposição de Águas do Rio São Francisco, que, conforme disse, vai permitir segurança hídrica para o Estado. A Transnordestina foi outra obra citada por ela que irá melhorar as condições de desenvolvimento para o Ceará nos próximos anos. Nicolle defendeu, no entanto, que haja desenvolvimento durante esse processo, com inovação empresarial e qualificação profissional das pessoas.

Barbosa afirmou que é preciso reorganizar a economia rural, por meio de atividades compatíveis com o meio ambiente, utilizando tecnologias que se aproveitem do sol, que poupem água e energia. O Complexo Portuário do Pecém, com a siderúrgica e refinaria forma outros pontos abordados por ela.

A empresária, como defendia quando ainda pretensa candidato ao Governo pelo PSB, sugeriu ao candidato, que, se eleito, faça a integração das diferentes partes da máquina pública, assim como a descentralização, aproveitando a capilaridade e flexibilidade dos órgãos da administração pública que atuam em todas as regiões do Estado.

Colaborando

Camilo Santana, Mauro Filho e Izolda Cela acompanharam o encontro, que aconteceu no apartamento de Nicolle Barbosa, juntamente com empresários de Fortaleza. Segundo o petista, a empresário tem dado contribuição ao Ceará no que diz respeito ao desenvolvimento do Estado, assim como na diminuição das desigualdades.

"Ela percorreu o Nordeste e o Ceará, construindo um plano que está colaborando com o meu plano de Governo. Ela vai percorrer o Interior do Estado discutindo ideias com jovens empresários para consolidar nosso plano", disse.

Segundo informou o petista, é importante discutir propostas junto com o setor produtivo, que é um dos principais responsáveis pela geração de emprego e renda no Ceará. Estou feliz com a adesão dela e desse grupo de jovens para fazer com que o Ceará siga avançando".

Durante o encontro, Mauro Filho, candidato ao Senado, foi questionado sobre reforma tributária, e em resposta afirmou que irá ouvir todos os segmentos empresariais, afirmando ainda que o setor produtivo é "parceiro da sociedade". Conforme explicou, há um confronto entre estados quanto à reforma tributária, assim como há um embate entre sociedade e setor financeiro que devem ser debatidos e resolvidos no Congresso Nacional.

Mauro tem defendido a unidade dos estados nordestinos em defesa da autonomia no favorecimento de indústrias que queiram se instalar na região, atualmente sofrendo uma forte oposição de governos do Sudeste.

Camilo Santana também apresentou discurso semelhante ao do colega, quanto à defesa da reforma tributária, ressaltando a sua disposição de dialogar com todo o setor produtivo do Ceará. "O papel da Nicolle é dar contribuição ao nosso programa de governo, e consolidar nossas propostas. São muitos os desafios que temos que enfrentar, principalmente, na Segurança Pública, mas precisamos dialogar para melhorar cada situação", ressaltou o candidato.

Hide Main content block

NOTÍCIAS

Tribunal de Contas do Ceará agiliza ...
Para agilizar os trâmites do Concurso Público, o Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE) já constituiu as ... Mais informações...

POLICIAL

Professor é assaltado em Iguatu e jovem é ...
Um professor iguatuense foi vítima de um crime nada insólito para este município. Na noite de ontem, dia 22, dois  ... Mais informações...

ESPORTE

CBF confirma amistoso em outubro contra o Japão
A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou oficialmente ontem, que a Seleção Brasileira fará um amistoso diante ... Mais informações...

MULTIMÍDIA

Denúncia Dinheiro de roubo do Banco Central ...
O deputado estadual Lula Morais (PCdoB), ontem, no plenário da Assembleia, denunciou que candidato a deputado federal, nestas ... Mais informações...
Agora mamãe, Kim ...

Kim ...

Andressa Urach posa com ...

Andressa Urach mostrou ...

Angelina Jolie retira os ...

A atriz Angelina Jolie ...

Apocalipse now?

Do mesmo diretor de ...

Após look justo, ...

Depois de ter ...

Apresentadora faz ensaio ...

Graciella Carvalho, ...

Assiduidade inferior a ...

Alguns parlamentares ...

Atriz pornô lança ...

A atriz pornô ...

Style Setting

Fonts

Layouts( inner pages )

Direction

Template Widths

px  %

px  %