Mulher passa momentos de terror durante falso sequestro aplicado por telefone em Iguatu

Abril 18, 2017 Sem comentários »

Uma mulher em Iguatu viveu momentos de pânico ao receber uma ligação no seu celular, onde um homem  afirmava que estava com a sua filha e pedia um valor de R$ 1 mil reais. A senhora desesperada pediu ajuda a um amigo e durante alguns minutos o seu telefone recebia ligações deste homem.  “Eles colocaram a voz de uma mulher onde dizia que era a minha filha e tinha sido sequestrada, eles diziam que era para depositar mil reais, mas só tinha R$ 300 reais”, lembra.

Neste momento que a vítima acreditava que a filha tinha sido sequestrada, o homem no outro lado da linha determinou que se ela não tivesse realizado o depósito bancário, ao menos realizasse as recargas de crédito em celulares.  “ Ele me passou três telefones e queriam que depositasse os R$300 reais em créditos no celular”, afirmou a vítima em entrevista exclusiva para a Rádio Iguatu.net.

Mas um amigo que viu o drama desta mulher, acionou a Polícia Militar que foi ao seu encontro e ouviu parte das ligações que eram feitas pelo bandido, e aconselhou a vítima a não fazer o deposito. Neste mesmo período a sua filha, estava fora de casa e sem um aparelho de celular, isto ajudou os bandidos a persuadirem a mulher na tentativa de ter êxito no golpe.

A situação só veio a normalizar, após a vítima percorrer as ruas de Iguatu e encontrar a filha que estava numa parada de ônibus, “ quando a vi esperando um ônibus no centro de Iguatu, fiquei realmente tranquila, choramos bastante, mas eles falam com tanta convicção que imaginei ser verdade que tinha sequestrado ela”, afirmou.

O Delegado Municipal de Iguatu, Wesley Alves, falou sobre o caso e deu dicas para os internautas do Iguatu.net, “ Realmente este fato aconteceu, e pedimos a todos que se isto acontecer, sigam estas instruções: mantenha a calma e peça para a suposta vítima que se diz seu familiar falar devagar. Faça perguntas que só a suposta vítima saberia responder, como gostos pessoais ou a ocupação dela. Se ainda estiver na dúvida, diga ao sequestrador que irá conseguir o que ele pede e entre em contato com a polícia. Estas são as principais recomendações que fazemos”, destacou.

Assunto Relacionado

Comente