Polícia identifica dupla que furtou baterias dos geradores do HEMOCE e Hospital Regional de Iguatu

Setembro 11, 2015 Sem comentários »
20150910_1753441-e1441927352608

A dupla foi apresentada na Delegacia Regional de Iguatu. Foto: Alex Santana

 

Após uma longa investigação a Polícia Militar e Civil conseguiram identificar os autores dos furtos de baterias dos geradores de energia e outros materiais  do HEMOCE  e Hospital Regional de Iguatu.

José Roberto da Silva e Marciano Rodrigues confessaram para o Delegado Jeffirson Pereira que furtaram as unidades de saúde nos últimos meses. Além deles um terceiro elemento foi identificado como participante dos delitos.

Desde julho ações criminosas estavam acontecendo nos prédios do HEMOCE e HRI, boletins de ocorrências foram realizados. A última ação criminosa foi no dia 02 de setembro, quando furtaram uma bateria do gerador de energia do HRI.

E na tarde desta quinta-feira, 10, numa ação comandada pelo Tenente- Coronel Paiva e o serviço de inteligência do 10ºBPM, culminou com a recuperação de baterias e pneus de um veículo que sumiram nas unidades de saúde.

Os acusados moravam a cerca de 100 metros do hospital e lá os militares encontraram uma das baterias furtadas, após isto teve início a uma busca por outros produtos dos furtos.

E colhendo informações os militares chegaram aos pneus de um Fiesta que estava estacionado no HEMOCE, os furtadores levaram dois pneus e deixaram no lugar o carro sobre tijolos.

Os pneus foram vendidos ao preço de R$ 100 reais para um carroceiro que repassou para outra pessoa o produto dos furtos pelo valor de R$ 150, a PM conseguiu encontrar os objetos furtados e levaram para a delegacia.

Os representantes do HRI estiveram na unidade de segurança e reconheceram os produtos que haviam sido furtados.

“Os dois confessaram que cometeram o crime, mas devido o tempo que se passou não poderia dar o flagrante e por isso irão responder em liberdade, em relação as pessoas que compraram os produtos furtados elas também irão responder por crime de receptação e também farão isso em liberdade”, disse o delegado Jeffirson Pereira.

O comandante do 10º BPM, Paiva, também falou para a reportagem do portal Iguatu.net, “ foi um crime inadmissível, como podem furtar baterias de geradores de energia de um hospital e de um local onde está o banco de sangue para a região, eles colocaram em risco a vida de muitas pessoas e devem responder por isso. Conseguimos chegar aos culpados através de muitas investigações e finalmente estão a mercê da justiça que pode tardar, mas não falha”, destacou.

O carroceiro que comprou os pneus furtados falou sobre a surpresa de estar envolvido numa situação como esta, “ jamais queria estar aqui sendo acusado de receber produtos roubados, mas fica a lição se souber de alguém que esteja vendendo algo bom e muito barato todos devem ficar desconfiados”, refletiu.

Com informações do Iguatu.net

Assunto Relacionado

Comente